Noticianahora.com.br

Deputados gaúchos aprovam adesão do estado ao Regime de Recuperação Fiscal

08/02/2018 - [10h:07m] - Economia - Negócios      Diminuir Aumentar

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou, na madrugada desta quinta-feira (8), depois de quase 11 horas de sessão, o projeto de lei que autoriza
o governo do estado a assinar o plano de Regime de Recuperação Fiscal (RRF) com o governo federal.

A proposta teve 30 votos a favor e 18 contra. A oposição pretende agora questionar na Justiça a aprovação da adesão ao plano.

O projeto de lei estadual foi protocolado pelo governo na assembleia gaúcha em novembro de 2017. Após a aprovação, o governador Ivo Sartori usou as redes
sociais para falar sobre o resultado da votação.

De acordo com o governador, “hoje a mudança venceu o atraso. A responsabilidade venceu o radicalismo”. Ele acrescentou que “a proteção aos menos favorecidos
venceu a defesa dos privilégios”.

Aprovado pela Lei Complementar 159/2017, que instituiu o RRF dos estados e do Distrito Federal, o plano permite aos estados com problemas financeiros condições
para o equilíbrio de suas contas.

A adesão prevê a suspensão do pagamento das parcelas da dívida com a União pelo prazo de até 36 meses, prorrogável por igual período, diz o governo gaúcho
em seu
site
na internet.

De acordo com projeção da Secretaria da Fazenda,  a adesão ao plano pode representar “alívio financeiro de R$ 11,3 bilhões até 2020, além de permitir ao
estado a contratação de novos empréstimos nacionais e internacionais”.
 

Fonte: Agência Brasil

Imprimir Página

Enviar comentário

Comentários Facebook

 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Jotta Junior prefeito Hildon Chaves

Eventos

  • Abertura da Olímpiada Rio 2016

  • Linha de cosméticos a base de óleos essenciais foi lançada na noite de ontem (1º) em Salvador

  • Ensaio Fotográfico de Renata Borba

  • Reunião do PSC em Porto Velho

  • 1º Encontro Arjore de Comunicação


Este site não se responsabiliza pelo conteúdo de terceiros citados aqui. A opinião dos colaboradores e dos leitores não necessariamente representa a opinião do Notícia na Hora. Os direitos de veiculação de artigos aqui publicados pertencem aos seus respectivos autores e nossos colaboradores.
A divulgação é permitida desde que citados os créditos.