Lewis Hamilton e Sebastian Vettel, os dois maiores campeões recentes da Fórmula 1, prometem fortes emoções nesta temporada 2017.

Neste domingo, no GP da Espanha, os dois travaram um duelo à parte pela vitória, e quem levou a melhor foi o britânico da Mercedes, vencedor pela segunda vez no ano. O alemão da Ferrari terminou em segundo e manteve a liderança do Mundial.

Hamilton largou na pole position, mas ainda antes da primeira curva perdeu a posição para Vettel, que liderou a prova por boa parte das 66 voltas.

No entanto, na saída dos boxes em sua segunda parada, quase foi ultrapassado pelo britânico. A partir daí, o tricampeão "caçou" o quatro vezes dono do título da F-1 até finalmente conseguir a primeira colocação com a ajuda da asa móvel.

Não tive chance", disse um resignado Vettel no rádio.

Assim, Lewis Hamilton garantiu sua vitória de número 55 na categoria, e Sebastian Vettel lidera com apenas seis pontos de vantagem (104 a 98). O australiano Daniel Ricciardo fechou o pódio com a Red Bull aproveitando-se de incidente na largada e sorte.

Como um efeito cascata, Valtteri Bottas tocou em Kimi Raikkonen, que acertou Max Verstappen. Resultado: o finlandês da Ferrari e o holandês da Red Bull acabaram fora da prova em Barcelona.

Ver imagem no Twitter

After an intense race... handshakes 👊  🇪🇸 

Depois, o piloto da Mercedes teve problemas com seu motor e abandonou.

Quem tem o que lamentar na prova são Fernando Alonso e Felipe Massa: os dois se tocaram pouco depois da largada e caíram para as últimas colocações. O espanhol - que agora viaja aos EUA para se preparar às 500 Milhas de Indianápolis - ficou em 12º.

O piloto da Williams ainda foi tocado por Stoffel Vandoorne, tendo que novamente ir ao pit stop. Dessa maneira, o representante do Brasil foi apenas o 13º.

A próxima etapa da F-1 acontece em Mônaco, no dia 28 de maio.