Noticianahora.com.br

Fugas geram ilusões - Por: Priscilla Gusman

07/02/2017 - [10h:44m] - Artigos      Diminuir Aumentar

O indivíduo me intriga a cada vez que estudo o comportamento do ser...

São individualistas, na maioria das vezes, mas no fim usa de recursos adversos para se sobressair de situações e ficar com a cara de paisagem.

O nosso ego reativo cria circunstancia em nossa mente, que na verdade, pelo que tenho buscado estudar, nos controla e não ativamos o que, no coração, de ordem não física, chamamos de amor.

Este pode sim ir de encontro aos ideais mais elevados, mas quando os egos estão em desarmonia, se confundem as finalidades, por mais claros que sejamos em explorar este campo inexplorado.

As almas se encontram perdidas nos devaneios ditados pelo social, onde a independência se confunde com a supremacia, fantasiosa, tal como se apresenta ilusória, mas muitos fogem porque tem medo de sabe La o que.

Evitamos muitos, de entrar em contato com o que negamos, que, no fundo, o que negamos é a manifestação do que está vibrando em nosso mental, mas queremos boicotar os sentimentos, por vergonha de não nos sentirmos merecedores.

Falo sempre no plural, pois todos somos um, estamos interligados, pelo que temos a vaga idéia de estarmos separados do todo.

Vagos de nossa origem, manifestados no intelecto que, engana, oferta a procrastinação de adiar o que, depende única e exclusivamente de nós mesmos nos salvar deste boicote que praticamos a todo instante.

Assim, lanço a pergunta: a quem queremos enganar?

Qual a dificuldade de dizer os “nãos”, mesmo que a intenção seja não trazer desconforto ao interlocutor, mas de trazer ao esclarecimento o que está obscuro aos ouvidos?

Peco demais pela transparência, pela diplomacia em fazer uso das palavras mais adequadas, bem colocadas, sem esconder o intuito de que, somos responsáveis pelo que estimulamos no outro, porem com uma ressalva, cada um só pode dar o que tem de melhor.

As tais máscaras da bondade, disfarçadas de seres miseráveis que muitos somos, esconde, no âmago do ser, a grande vontade de ser aceito neste mundo tão insano e desassociado em que vivemos cada um no seu quadrado, pois aqui é cada macaco no seu galho.

A perversidade está à porta batendo, mas também se não bem trabalhada, essas tais sombras que todos possuímos, se camufla em atitudes vazias, recheadas de intentos menos nobres e sem raiz.

Esperamos demais, criamos expectativas demais e nos frustramos, pois queremos sim fugir se la do que, pode ser dos nossos fantasmas, trancados em nossos calabouços sombrios, abrigados em anos de silencio.

Queremos uma via de Mao dupla, onde prevaleça relações de comum acordo, entre todas as pessoas, onde estas afinidades possam ser compartilhadas, no entanto, estão precoces, pois quando se foge pelo medo do desconhecido, não há o que ser feito.

Este desconhecido se é diferente do que já experienciamos algum dia em nossa vida, em algum lugar, é o resultado de que vai trazer, pelo manifestar do amor, que assim chega e desordena tudo, mas muitos estão despreparados e imaturos, ainda...

Despertai, despertai para os sinais deste tempo que, acontece, aqui e agora e não se repete daqui a um instante...

Amor e luz!

Namasthe!

Priscilla Gusman

Fonte: Priscilla Gusman

Imprimir Página

Enviar comentário

Comentários Facebook

 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

ACESSIBILIDADE: Rondônia FM Cidadania

Eventos

  • Abertura da Olímpiada Rio 2016

  • Linha de cosméticos a base de óleos essenciais foi lançada na noite de ontem (1º) em Salvador

  • Ensaio Fotográfico de Renata Borba

  • Reunião do PSC em Porto Velho

  • 1º Encontro Arjore de Comunicação


Este site não se responsabiliza pelo conteúdo de terceiros citados aqui. A opinião dos colaboradores e dos leitores não necessariamente representa a opinião do Notícia na Hora. Os direitos de veiculação de artigos aqui publicados pertencem aos seus respectivos autores e nossos colaboradores.
A divulgação é permitida desde que citados os créditos.