Noticianahora.com.br

Operação da PF prende suspeitos de fraudar Previdência Social

13/09/2017 - [13h:02m] - Polícia - Segurança      Diminuir Aumentar

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (13) a Operação Álibi para desarticular uma quadrilha que fraudava a Previdência Social. Foram cumpridos oito mandados
de prisão em três estados, sendo dois de prisão preventiva e seis de prisão temporária, além de cinco mandados de busca e apreensão.

Seis pessoas foram presas na Bahia, sendo três em Teixeira de Freitas, duas em Nova Viçosa e uma em Porto Seguro. Também foram levadas para a prisão um
integrante da quadrilha detido no Rio de Janeiro e outro em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte.

De acordo com a PF, as investigações mostraram que os suspeitos “recriavam” pessoas falecidas na infância e faziam em nome delas alguns recolhimentos à
Previdência Social em valores próximos ao teto de contribuição. Posteriormente, a quadrilha simulava o falecimento desses falsos contribuintes e dava entrada
em um pedido de pensão por morte.

O esquema, segundo a PF, causou à União um prejuízo superior à R$ 2,1 milhões. Os envolvidos serão denunciados pelos crimes de formação de quadrilha e
estelionato em detrimento da Previdência Social. Somadas, as penas previstas para estes delitos podem ultrapassar dez anos de prisão.
 

Fonte: Agência Brasil

Imprimir Página

Enviar comentário

Comentários Facebook

 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Jotta Junior prefeito Hildon Chaves

Eventos

  • Abertura da Olímpiada Rio 2016

  • Linha de cosméticos a base de óleos essenciais foi lançada na noite de ontem (1º) em Salvador

  • Ensaio Fotográfico de Renata Borba

  • Reunião do PSC em Porto Velho

  • 1º Encontro Arjore de Comunicação


Este site não se responsabiliza pelo conteúdo de terceiros citados aqui. A opinião dos colaboradores e dos leitores não necessariamente representa a opinião do Notícia na Hora. Os direitos de veiculação de artigos aqui publicados pertencem aos seus respectivos autores e nossos colaboradores.
A divulgação é permitida desde que citados os créditos.