Noticianahora.com.br

Sergio Pires

SÉRGIO PIRES é jornalista. Iniciou sua carreira no RS no início dos anos 70 e está em Rondônia há 15 anos. Em 2012, completa 40 anos de profissão, sempre atuando na área do jornalismo.
email: ibanezpvh@yahoo.com.br

 

Opinião de primeira – 24/10/2016

24/10/2016 - [16h:37m] - Artigos      Diminuir Aumentar

A prisão de Eduardo Cunha pode sim, sacudir a República. Ele sabe de tudo. Sabe alguma coisa que presta, mas sabe muito, mas muito mais, de tudo o que não presta nesse país do faz de conta. Sabe dos valores roubados, sabe dos desvios, sabe quem pagou, sabe quem recebeu. Se ele decidir abrir a boca mesmo, bye bye parte classe política brasileira que está no poder, no entorno dele e até na oposição. Muitos peemedebistas, petistas, pedetistas e outros “istas” não dormiram nada, na quarta para quinta, tanto quanto Cunha, na sua primeira noite na cadeia. É bom que gente do PT que ainda não foi atingida, que comece a fazer a mala com as roupinhas e acessórios de primeira necessidade, para serem usados nas celas. Que os peemedebistas, desde o comandante geral, hoje Presidente da República, até seus mais próximos colaboradores, pensem no mesmo. Que todos aqueles que viveram sob as benesses dos cofres públicos estuprados, durante o poderoso mandato de Cunha na Câmara Federal, comecem a sentir na pele o medo do que uma eventual delação premiada dele possa representar. 

O Brasil está vivendo um novo momento, ao menos na política. A limpeza, iniciada por Sérgio Moro e que certamente se espalhará por todos os recantos, está trazendo um fio de esperança para todas as pessoas de bem. De todos os que trabalham, suam, pagam seus impostos, sustentam suas famílias, trabalham e ainda estudam à noite, sem nunca terem roubado, sem jamais terem se utilizado de dinheiro público para sobreviver ou enriquecer. É uma pena que o mesmo esforço que está começando uma faxina – ao menos é o que parece – na política, ainda nem sequer em sonho esteja atuando contra os criminosos comuns. Mas daí já é outra história. Estamos sim iniciando uma limpeza. Se ela será suficiente para mudar nosso país para melhor? Não se sabe. Mas que prisões como as de Cunha nos enchem de alento e esperança, enchem sim!

FINAL QUENTE    

A fase final da campanha em Porto Velho esquentou um pouco mais, principalmente depois da pesquisa do Ibope que colocou o candidato HIldon Chaves virtualmente como o vencedor, com cerca de 18 pontos percentuais de vantagem sobre seu adversário. Léo Moraes, orientado por seus marqueteiros e assessores, iniciou a semana com críticas mais contundentes a Hildon, tentando conquistar eleitores e mudar o quadro que está desenhado. Um desses institutos locais, não merecem o crédito do Ibope, publicou outra pesquisa, dando Léo na frente, com mais de cinco pontos percentuais. Isso vai continuar, de ambos os lados, até o domingo, dia 30, quando tudo se decidirá nas urnas. A turma de Hildon garante que ele ganha com boa distância. A turma de Léo contesta e alega que ele vai virar o jogo. 

DIAS DE DECISÃO

Este será um domingo vital para a disputa pela Prefeitura de Porto Velho. Hildon Chaves e Léo Moraes vão estar frente a frente, no grande debate da SICTV/Record, que, nas últimas eleições têm sido decisivos.  O próprio candidato tucano declarou publicamente que foi sua performance no debate da SIVTC, que o projetou para sair da quinta colocação entre os sete concorrentes no primeiro turno, para o primeiro lugar, depois que as urnas foram abertas. O competente Léo Ladeia vai novamente comandar o confronto, certamente com a mesma astúcia e responsabilidade com que tem se portado em todas as vezes em que foi o mediador, numa das principais emissoras de TV no Estado. O penúltimo debate entre os dois finalistas na Capital será na terça, dia 25, na SGCTV/RedeTV!  E o último será na TVRondônia/Globo,  na sexta, dia 28, a 48 horas do pleito. 

AS MULTAS VOLTARAM

É bom que os motoristas abram o olho. Embora se veja pouca fiscalização nas rodovias, quando é pra multar, não falta gente. Depois de algumas semanas suspensas, as multas por andar com farol desligado durante o dia, nas estradas federais, voltaram a ser autorizadas pela Justiça. Um besteirol que não se compreende, num país onde, na maioria das regiões, tem sol intenso o ano inteiro. Mas, para encher o saco dos motoristas e inventar moda, algumas leis brasileiras são excelentes, Lembrem-se daquele kit primeiros socorros (uma vergonha!) e  do recente caso dos extintores de incêndio... Claro que há medidas positivas, como o uso obrigatório do cinto de segurança e cadeirinhas que salvam vidas dos bebês. Mas farol aceso durante o dia? Até agora não há sequer um caso comprovado de que houve um só acidente evitado por uso de faróis durante os ensolarados dias brasileiros. 

NOVELA MEXICANA

Uma trama daquelas, que envolve traição, vingança, muito dinheiro e que tem todos os ingredientes das dramáticas novelas mexicanas, está para ter seu último capítulo em Rolim de Moura. Lá, o assassinato do pecuarista Eduardo Bavaresco Dias começa a ser esclarecido. A mandante do crime, segundo as denúncias, foi a agora viúva, Eliatriz Azevedo Pereira. O cúmplice, o amante da então primeira dama da fazenda, Eduardo Seman da Costa, que era personal trainer numa academia da cidade. O assassino – Juciano Bento – teria sido contratado pelo casal para matar o marido e, obviamente, ficar com tudo: propriedade, gado, dinheiro. O caso já está na fase final de investigações e a Justiça entrou na jogada. A esposa, dizendo-se inocente, negou todas as acusações. Devia ter combinado com o amante, pois ele confessou o crime em detalhes. Enfim, a velha história com o mesmo final: uma vítima inocente e seus algozes na cadeia...

DESTRUINDO TUDO

Rescaldo da invasão da Fazenda Santa Aline, em Rondonópolis, pelos membros da LCP, retirados à força pela PM, nessa semana, aponta para um prejuízo material que pode chegar a 10 milhões de reais, segundo os administradores da área. Os criminosos que atacaram a propriedade, durante o período da invasão, incendiaram casas da fazenda, várias motos de funcionários; mataram 15 cabeças de gado e obrigaram ao sacrifício de outros 25 animais, que tinham sido abandonados, sem alimentação. Destruíram ainda várias árvores, para construir quase dois mil metros de cercas, causando danos irreversíveis ao meio ambiente. Durante a reintegração, ainda atacaram a PM com pedras, paus e fogos de artifício. O que não se entende é como nenhum desses celerados está preso. Terão que cometer que outros crimes, antes de ficarem na cadeia?

PERGUNTINHA

Você aí, que era amigão do Eduardo Cunha e que teve muitas vantagens por estar ao lado dele durante muito tempo, tem conseguido dormir sem o uso daqueles remedinhos, nos últimos dias?

Leia o Blog:   www.opiniaodeprimeira.com.br

Fonte: Sergio Pires

Imprimir Página

Enviar comentário

Comentários Facebook

 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Jotta Junior prefeito Hildon Chaves

Eventos

  • Abertura da Olímpiada Rio 2016

  • Linha de cosméticos a base de óleos essenciais foi lançada na noite de ontem (1º) em Salvador

  • Ensaio Fotográfico de Renata Borba

  • Reunião do PSC em Porto Velho

  • 1º Encontro Arjore de Comunicação


Este site não se responsabiliza pelo conteúdo de terceiros citados aqui. A opinião dos colaboradores e dos leitores não necessariamente representa a opinião do Notícia na Hora. Os direitos de veiculação de artigos aqui publicados pertencem aos seus respectivos autores e nossos colaboradores.
A divulgação é permitida desde que citados os créditos.