Noticianahora.com.br

Procurando um olhar diferente – Por: Priscilla Gusman

13/03/2017 - [08h:05m] - Artigos      Diminuir Aumentar

O desabafo das redes sociais a respeito de temas voltados a pessoas com deficiência visual, no caso dos meus amigos em comum, me chamou a tenção para um fato a destacar.

 

Estamos em uma sociedade ainda preconceituosa e estamos todos incluídos nesta mesma sociedade excludente.

Os condicionamentos que são gritantes onde famílias tem sua reserva em tentar “esconder” seus filhos com alguma necessidade especial, afasta o vasto campo de possibilidades de socializar este individuo e fazer ele se sentir parte do todo.

Relato de que , para os que não sabem, perdi a visão há 13 anos e digo a quem já me conhece que estou cega ou com deficiência visual e não sou cega ou deficiente visual.

Existe diferença nessas duas frases? Sim, caro leitor, vale destacar o contexto em que se aplica as mesmas...

Podemos nos comportar como manda a “boiada”, reclamando da falta de oportunidades, da condição social destas pessoas, ter os mesmos comportamentos que todos de uma determinada categoria replicam, esquecendo que somos seres singulares em um mundo coletivo.

Nesta situação, posso dizer que a pessoa é cega ou deficiente visual, pois ainda não se deu conta que tem toda a capacidade infinita de ser diferente no meio do comum.

Agora, fazer todas as coisas, consciente de suas limitações físicas, mental ou intelectual, difere na forma, logo concluo que nesta situação a pessoa está cega ou com deficiência visual.

Relacionamentos com pessoas que enxergam ainda são um grande tabu entre nós, pobres mortais que, queremos segurança no contato com o outro, digo eu como mulher, curiosa, interessada e atenta aos “detalhes” necessitada de, muitas vezes, de um olho amigo para coisas simples.

Que mulher que não gosta de ser cortejada, elogiada e admirada, verdadeiramente, por pessoas que tem, no olhar, a sensibilidade de ver e sentir, independente de quem seja e como esteja, a troca dessa afinidade e empatia?

Já ouvi de muitos homens e mulheres de que sou uma mulher muito bonita, atraente, de que me visto e porto bem, em todos os lugares...

Estive no mundo do lado de La e aqui, hoje estou do lado de tantos deficientes visuais que tem suas inseguranças, complexos e, acima de tudo, muito falta de autoestima.

Bem vindos ao clube! Todos temos essas particularidades, mas temos muitas ferramentas para expandir essas limitações que, nós colocamos pelo fato  de nos vitimizar e nos compararmos à lombriga das fezes do cavalo do bandido. Pare antes que seja pisoteado(a) pelo seu ego repressor!

Tenho meus desejos, vontades, já me relacionei com  pessoas com deficiência visual e notei de que esses complexos são tão presentes e , confesso, fica difícil lidar e conviver se o outro ainda não compreende de que pode modificar seu ponto de vista e viver mais feliz.

Só existe um caminho:: se abrir para olhar diferente pelo que uma vida inteira acreditou que era a verdade absoluta...

Digo a meus amigos de que quero sim alguém que me ame, me complemente que hoje não nos tornemos seres isolados do mundo, tenho que cuidar de mim, até porque ninguém nasceu para ser só, apenas desejamos sermos cuidados, acarinhados, mimados, como tantos...

Essa coisa de que porque não enxerga, precisa se relacionar apenas com os mesmos igualmente pela mesma deficiência, afasta então a tal inclusão pregada por tantas ONGs e associações.

Enfim, quem faz a diferença é voce e modifica as suas idéias preconcebidas para encontrar, adiante, um infinito e promissor viver, com qualidade, longe dos ditames sociais, impostos goela abaixo.

Aos que enxergam diferente da minha ótica, possamos refletir o que cega a expectativa de sair de si mesmo, olhar para o outro e se colocar no seu lugar...

Infelizmente, só saberá quem passa, passou e, a vida dá muitas voltas, como uma roda gigante, porem, eu acredito que aquele que eu espero encontrar, me encontre, assim que a roda gigante virar e parar, aqui, onde estou, pronta pra viver este grande amor!!

E, mais uma coisa: voce que me enxerga se de a oportunidade de experienciar e viver algo que vai marcar a sua existência, vai ficar ali, tatuado na sua alma!

Pense nisso!

Amor e luz!

Namasthe!

Priscilla Gusman

Fonte: Priscilla Gusman

Imprimir Página

Enviar comentário

Comentários Facebook

 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

ACESSIBILIDADE: Rondônia FM Cidadania

Eventos

  • Abertura da Olímpiada Rio 2016

  • Linha de cosméticos a base de óleos essenciais foi lançada na noite de ontem (1º) em Salvador

  • Ensaio Fotográfico de Renata Borba

  • Reunião do PSC em Porto Velho

  • 1º Encontro Arjore de Comunicação


Este site não se responsabiliza pelo conteúdo de terceiros citados aqui. A opinião dos colaboradores e dos leitores não necessariamente representa a opinião do Notícia na Hora. Os direitos de veiculação de artigos aqui publicados pertencem aos seus respectivos autores e nossos colaboradores.
A divulgação é permitida desde que citados os créditos.