J.K. ROWLING | Parlamentar diz que desafiar autora sobre direitos trans equivale a chama-la de “racista antiquada”

Opiniões polêmicas de J.K. Rowling foram citadas em um comitê do Parlamento Britânico. Parlamentar conservador saiu em defesa da autora.

A autora J.K. Rowling, criadora do universo da franquia Harry Potter, tem se envolvido em diversas polêmicas após publicar conteúdos transfóbicos em seu twitter, no mês de Junho. Dessa vez, a escritora esteve no centro do debate em uma reunião dos Commons Culture Select Committee (Comitê de Cultura dos Comuns), onde um parlamentar conservador defendeu a escritora.

Tudo começou quando Dame Melanie Dawes, autoridade reguladora das indústrias de transmissão e telecomunicação do Reino Unido, concordou com comentários que algumas intervenções de pessoas públicas podem ser comparadas com visões homofóbicas de anos atrás. Na ocasião, John Nicholson, ex-apresentador gay da BBC, lembrou-se de ter sido questionado sobre porque não tinha mais “vozes anti-gays” em um relatório que fez décadas atrás: “Você consegue imaginar alguém dizendo isso agora? Eles não iriam, é claro”.

Após o comentário, Dame Melanie disse: “Só posso concordar com você, Sr. Nicholson, e estou muito feliz que as coisas tenham mudado na última década, mas ainda há muito a ser feito. Houve ocasiões em que nos disseram, e eu não vi os programas pessoalmente, quando, a fim de fornecer equilíbrio à questões da causa trans, as pessoas que se opõe à causa são vistas como elementos que dão equilíbrio a esse debate“, disse a reguladora.

“Como disse o deputado Nicholson, nunca aceitaríamos que dissessem que o racismo era normal num debate sobre raça. Trata-se de garantir que faremos esse equilíbrio de forma adequada, reconhecendo que existem diversas opiniões sobre isso”.

Nome da autora foi colocado no debate pelo parlamentar Conservador Damian Green, que defendeu a escritora.

Damian Green, parlamentar conservador, jogou J.K. Rowling para o centro do debate, alegando que a chefe da ofcom estaria a comparando com “racistas antiquados”: “Você parece concordar com a afirmação de que qualquer pessoa que discorde de um aspecto da atual definição dos direitos trans se equivale a um racista antiquado. A pessoa mais famosa que concorda com isso é J.K. Rowling“, disse o ex-repórter da BBC. “Acho um pouco estranho que um regulador de radiofusão tenha dito efetivamente que J.K. Rowling e as mulheres que pensam como ela são equivalentes a racistas antiquados“.

Dame Melanie rebateu o comentário do parlamentar, falando que seus comentários estavam sendo “descaracterizados, consideravelmente”. “É preciso tomar cuidado para não ofender e esse é um debate muito sensível, e muda durante todo o tempo. Eu não expressei uma opinião sobre J.K. Rowling, e eu certamente não pretendia fazer isso”.

Na ocasião, Melanie prometeu trabalhar com grupos trans para redigir informações para as emissoras, no intuito de que elas possam “guiar seu caminho através destes debates sem causar ofensa e sem trazer vozes inadequadas à mesa sobre questões como estas”.

CONFIRA Também:
J.K. ROWLING | Autora diz que maioria concorda com ela sobre causa trans, mas tem medo de falar

Arquiteto e Urbanista aficionado por Cenografia e Cinema. Administrador do Sobre Sagas desde 2013 e apaixonado por adaptações cinematográficas, especialmente de fantasia.

Deixe seu comentário